Seguindo Rios – Ana Karoline

Seguindo Rios – Ana Karoline

Seguindo Rios – Ana Karoline de Mesquita
 

            Existe uma música muito legal que eu conheci há pouco tempo chamada I Follow Rivers (Eu sigo rios, em português). Nessa música, uma garota está implorando para seguir um alguém que, segundo ela, é seu rio profundo. No refrão ela diz que vai segui-lo sabendo como ele é, um rio profundo. Confesso que gostei muito dessa música e que a escutava enquanto escrevia esse texto. Ela é meio dançante e eu gosto dessa batidinha em dias de sol, como é o caso nesse momento. Enquanto essa garota da música implora para seguir esse alguém, o seu rio, encontro em Josué, capítulo 1, Deus fazendo um convite engraçado a Josué: seguir até um rio para atravessá-lo.  Atravessá-lo a pés enxutos e com companhia; com uma nação sob sua orientação.

           De onde saiu este convite? Em que momento da história dos feitos de Deus estamos? Moisés morreu. O que significa, para nós, leitores atuais, que o Pentateuco está encerrado. Diria que esse momento se assemelharia ao que sentimos no final de uma temporada de série que acaba nos deixando com a sensação de “como será que vai ser a próxima temporada?”. O líder do Êxodo do Egito está morto. E agora? Este livro, pelo título, nos dará a ver os atos de Deus na história por meio da vida desse discreto auxiliar de Moisés.

           Falando nele, quem é Josué? Josué, para começar, era filho de Num, da tribo de Efraim. Um israelita. Josué auxiliou Moisés durante o Êxodo e todos os seus desdobramentos. Logo cedo, se destacou como líder militar, pois liderou os homens na batalha de Israel contra os amalequitas. Mas ele não era responsável apenas pela parte militar, mas pelo que a Escritura registrou, o fato mais marcante sobre Josué era como ele era próximo de Moisés. Josué subiu com Moisés ao monte Sinai e o esperou durante todo o período em que este permaneceu no local quando este foi receber as tábuas da Lei (Êxodo. 24.13, 32.17); esteve com Moisés no tabernáculo e o servia sem deixar o lugar (Êxodo 33:11), vendo de perto a adoração e conduta de seu líder. Josué, mais do que um auxiliar ou líder militar, era um israelita que viu de perto o que Deus estava fazendo.

           Josué desde cedo provou a sua fé na condução de Deus para dar ao seu povo uma terra que ele lhes prometera. Esse mesmo homem foi, juntamente com Calebe, aquele que creu que Deus lhes poderia dar a terra que eles tinham espiado. Lembra-se dessa história? Dentre todos os espias, apenas esses dois creram na boa mão de Deus, a ponto de rasgarem suas vestes perante a o temor de homens dos seus concidadãos. É desse Josué que falamos aqui.

            E agora que Moisés estava morto, Deus se dirige a Josué, dizendo:

 

“Depois que Moisés, servo do Senhor, morreu, o Senhor falou a Josué, filho de Num, auxiliar de Moisés, dizendo:

— Moisés, meu servo, está morto. Prepare-se, agora, e passe este Jordão, você e todo este povo, e entre na terra que eu vou dar aos filhos de Israel.

Todo lugar em que puserem a planta do pé eu darei a vocês, como prometi a Moisés.

O território de vocês irá desde o deserto e o Líbano até o grande rio, o rio Eufrates, estendendo-se através de toda a terra dos heteus e até o mar Grande, na direção do poente do sol.

Ninguém poderá resistir a você todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moisés, estarei com você. Não o deixarei, nem o abandonarei.

Seja forte e corajoso, porque você fará este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar aos pais deles.

Tão somente seja forte e muito corajoso para que você tenha o cuidado de fazer segundo toda a Lei que o meu servo Moisés lhe ordenou. Não se desvie dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que seja bem-sucedido por onde quer que você andar.

Não cesse de falar deste Livro da Lei; pelo contrário, medite nele dia e noite, para que você tenha o cuidado de fazer segundo tudo o que nele está escrito; então você prosperará e será bem-sucedido.

Não foi isso que eu ordenei? Seja forte e corajoso! Não tenha medo, nem fique assustado, porque o Senhor, seu Deus, estará com você por onde quer que você andar” (Josué 1.1-9)

 

            Após repetição da Lei (Deuteronômio), Moisés descansou, e Deus comissionou Josué a dar continuidade ao plano de Deus para os filhos de Jacó: apossar-se da terra designada por ele. Nesse momento da história, os filhos de Israel estão prestes a atravessar a Jordão. Josué escuta o comissionamento de Deus, visto dos versículos 1 a 9, e a Bíblia nos relata no versículo seguinte uma pronta resposta de Josué, que, diante do chamamento do Senhor, responde prontamente também comissionando os chefes do povo, como se lê:

 

“Então Josué deu ordens aos chefes do povo, dizendo:

— Passem pelo meio do arraial e ordenem ao povo, dizendo: “Preparem a comida, porque, daqui a três dias, vocês vão atravessar este Jordão, para que entrem na terra que o Senhor, seu Deus, lhes dá para que tomem posse dela.” Josué falou aos rubenitas, aos gaditas e à meia tribo de Manassés, dizendo:

— Lembrem-se do que Moisés, servo do Senhor, ordenou a vocês, dizendo: “O Senhor, seu Deus, está dando descanso a vocês e lhes dará esta terra.

Que as mulheres de vocês, as crianças e o gado fiquem na terra que Moisés lhes deu deste lado do Jordão. Mas vocês, todos os valentes, passarão armados na frente de seus irmãos e os ajudarão, até que o Senhor conceda descanso aos irmãos de vocês, como deu descanso a vocês, e eles também tomem posse da terra que o Senhor, o Deus de vocês, lhes dá. Depois, vocês poderão voltar e tomar posse da terra que Moisés, servo do Senhor, lhes deu por herança deste lado do Jordão, para o nascente do sol.” Josué 1.10-15

 

            Vamos nos demorar um pouco nesse momento? Pelo que é relatado desde o início do livro do Êxodo, a história de Israel não é das mais simples. É perceptível que Deus tem agido até então no meio de um povo duro de coração, que não responde com confiança às ordens de Deus. O próprio Moisés se opôs a aceitar de pronto a missão que Deus, ali, da sarça, o chamava a fazer. Porém, Deus foi conduzindo seu povo a confiar de que ele os conduziria para Canaã. Josué testemunhou os altos e baixos dessa saga que não tinha chegado ao fim. Ele não responde com ingenuidade ao que Deus lhe diz. Pelo contrário, enquanto Deus ia construindo a trajetória do povo de Israel, construía também em Josué um conhecimento firme e pessoal de quem Ele era. Josué conheceu Deus em sua soberania, poder e livramento. Ele sabia que Deus não só poderia cumprir o que prometia como era fiel e mantinha-se com seu povo assegurando-os com provisão e proteção, mostrando ao povo como ele seria cultuado e quais são as condutas do povo de Deus. Josué conhecia o Deus de graça e disciplina.

            Então, o que vimos até aqui neste capítulo? Israel tinha perdido o único líder que tivera desde o Êxodo, Deus chama Josué para continuar o trabalho e este, em resposta a isso, convoca os chefes das tribos de Israel para que atravessassem o Jordão e se instalassem nas terras d’além rio. Além disso, convocam os filhos de Rúben, Gade e a metade da tribo de Manassés para ajudar as tribos irmãs. Essas três tribos que se assentariam antes do Jordão ajudariam aquelas que avançariam para além dele e lutariam contra os povos que ainda havia para serem enfrentados.

            E qual é a resposta do povo diante da convocação de Josué? Vejamos:

 

“Eles responderam a Josué: — Tudo o que você nos ordenou faremos e aonde quer que você nos enviar iremos.

Como em tudo obedecemos a Moisés, assim obedeceremos a você; tão somente esteja com você o Senhor, seu Deus, como esteve com Moisés.

Todo homem que se rebelar contra as ordens que você der e não obedecer às suas palavras em tudo o que você lhe ordenar será morto; tão somente seja forte e corajoso.” Josué 1:16-18

 

Eles obedeceram porque em última instância as palavras de Josué eram ordenanças absolutas? Creio eu que não. Não porque era a palavra apenas de Josué, mas porque era a palavra de Deus por meio dele. Como é possível afirmar isso? A partir do que os israelitas respondem: “obedeceremos a você; tão somente esteja com você o Senhor, seu Deus, como esteve com Moisés”.

Vamos nos demorar aqui apenas por um momento, para nos alegrarmos com essa resposta. Resposta essa que vale ao povo de Deus em todas as eras. Deus chama a Josué, que conclama o povo, que lhe responde: estaremos sob tua missão, desde que esteja o Senhor com contigo. Como dissessem: “Com você, Josué, iremos ao rio e o atravessaremos, desde que Deus ele mesmo esteja com você para fazer isso.” Os anos no deserto não foram vãos, pois nesse momento reconhecemos que o povo de Israel havia compreendido: o Senhor esteve com Moisés. Estivesse ele com Josué também. Os israelitas compreenderam que a presença de Deus era o crivo de aceitação e obediência.

Josué, esse líder militar que passou quase despercebido pela história de Israel até esse momento, ele não nos lembra alguém? Alguém que também esteve no Jordão e que, inclusive, foi batizado nele. O que Deus nos está convidando a ver nesse texto? Josué, esse senhor cuja narrativa é discreta e a personalidade não está evidente nos mostra algo mais profundo: é possível responder em obediência ao que Deus nos convida a fazer. O Senhor se deu a conhecer a Josué e o convidou a ter coragem e força para obedecê-lo; a levar o povo a receber o que Deus estava lhes dando. Isso também nos lembra alguém, não? Alguém que nasceu também em Israel, que respondeu ao chamado de seu Pai, sendo forte e corajoso para cumprir a vontade de Deus a ponto de entregar a sua vida.  Alguém que, mediante sua obediência, pode agora nos conduzir à terra que o Pai nos dará para habitar.  Esse alguém é mais que um líder militar, é um rei. Esse alguém não apenas nos conduz a uma terra, ele mesmo foi preparar lugar para nós. Nessa nova terra há também um rio, o rio da água da vida, que procede do trono de Deus e do Cordeiro.

Nós também estamos seguindo para um rio, um rio profundo não por medida, mas por sentido, pois, ao encontrá-lo, não precisaremos atravessá-lo, beberemos dele, ele nos saciará.

Compartilhe:

Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades. Assine a nossa newsletter.

Contatos:

Atendimento:

Nosso time de vendas está postos 24 /7 para responder suas dúvidas.

Mentoria Teológica é um programa de ensino desenvolvido pelo Rev. Jean Francesco 

Copyright © 2021. Brasil Partner